Shiun

O Sensei Shiun (Jefferson Flausino) iniciou seu treinamento nas artes marciais aos seis anos de idade. Primeiramente no Judô e, depois, no Karate. Aos dezessete anos, no ano de 1990, se tornou praticante e monitor de Ninjutsu. Foi um dos pioneiros a desenvolver essa arte marcial no Brasil e o introdutor da tradição Shinobi no Estado de Mato Grosso do Sul.

 

Em 1993 foi incorporado nas Forças Armadas do Brasil como Policial de Exército. E a convite de seu comandante, o Capitão de Infantaria, João Bosco Feitosa Correa, assumiu a posição de Instrutor de Defesa Pessoal e Combate Tático na 14ª Companhia de Polícia do Exercito.. O Sensei Shiun foi o primeiro a ministrar aulas de Ninjutsu para o Exército brasileiro.

Aos vinte e um anos de idade foi convidado a ensinar na cidade de São Paulo pelo Sensei José Luiz Camargo dos Santos, com a finalidade de ajudar a divulgar, expandir e qualificar o Ninjutsu em todo território nacional. Tornou-se consultor técnico de várias revistas de artes marciais, como a Combat Sport, Kiai, Brasil Esporte, Inside Kumite, Fight, dentre outras. Desenvolveu, em conjunto com outros professores, o primeiro Programa de Estudos de Ninjutsu no Brasil a partir da tradução e pesquisa de vasto material didático europeu, norte americano e, principalmente, japonês. Foi, também, o primeiro e único Gaijin (não japonês) a ensinar Ninjutsu no Templo Zen-Budista do bairro oriental de São Paulo, o Templo Busshinji da tradição Soto Zen-Shu.

Depois de quase trinta anos estudando e perseguindo o verdadeiro Bujutsu e Ninjutsu, inclusive, em outros países, o Sensei Shiun teve a honra e o privilégio de se unir a última tradição genuína da arte Shinobi do Japão, a Banke Shinobi No Den,  

Autor dos livros: A Lei da Espada – O manual do guerreiro zen e Yoga sem mistérios, hoje, o Sensei Shiun leciona artes marciais tradicionais e Yoga em seu Dojo no bairro oriental de São Paulo, ministra cursos de Defesa Pessoal e Combate Tático para corporações de segurança e grupamentos de elite da polícia, e coordena, em São Paulo, um grupo de estudos de Bujutsu e Shinobijutsu, inédito no Brasil, sob a orientação do Shihan Defez e do último ninja vivo, Jinichi Kawakami Soshike, do Japão.

 

O nome Shiun

Shiun é uma palavra presente no pensamento zen, de origem chinesa e com leitura no Japão, associada a escolas de sabedoria, religião e/ou tradições culturais e marciais embasadas na tradição budista. Sua tradução sugere: Samurai das Nuvens.

A palavra é, especialmente, um nome sagrado do Dharma, um nome iniciático, e me foi presenteado, em 2016, no Templo Taikozan Tenzuizenji em cerimônia de iniciação ao Dharma de Buda pela minha primeira mestra Zen, Monja Coen Senei. Simboliza àquilo que nunca devo me esquecer e que me comprometi a proteger. É o meu caminho de prática incessante de gerenciamento do Dharma. Segundo a Sensei, Monja Coen, o nome Shiun faz alusão à minha jornada de íntimo contato com as artes marciais desde a minha infância.

Nossa escola está aberta a todos àqueles que buscam o autoaprimoramento constante (Kaizen) e a verdade das artes marciais (Shinken). Todos com bom coração e bem intencionados são bem vindos para praticar e aprender.

O nosso principal lema é: Treinar forte para permanecer forte. Transpirar hoje para sobreviver amanhã.

© 2018 Shiun Dojo / Todos os diretios reservados